domingo, 20 de dezembro de 2009

As solas dos teus pés

Não me mostres as solas dos teus pés,
que são de uma nudez desarmante.
Afogo-me na tentação
de ter-te na palma da minha mão.

Conhecer-te-ia assim,
à volta e através.
Mas guarda para ti
as solas dos teus pés.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentar neste blogue

Qualquer internauta é bem-vindo a comentar. Comentários que não tenham nada a ver com o assunto em pauta, insultos gratuitos, etc... serão removidos. Obrigado por comentar!