sábado, 30 de janeiro de 2010

Graça

Não temas nada na tua queda
O caminho para o amor não veda
Não renegues o sal da emoção
A vida é de quem abre o coração

1 comentário:

  1. Muitas vezes deixamos de viver exactamente por nos negarmos ao direito de sentir, à liberdade do ser, estar e nos omitirmos para atingirmos o conceito de ser social.

    ResponderEliminar

Comentar neste blogue

Qualquer internauta é bem-vindo a comentar. Comentários que não tenham nada a ver com o assunto em pauta, insultos gratuitos, etc... serão removidos. Obrigado por comentar!