sábado, 30 de janeiro de 2010

Um Dia Cinzento

Vou andar até, o vento,
os traços do meu rosto apagar
Até, o tempo, os meus olhos perder
e, o mundo, o meu nome esquecer.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentar neste blogue

Qualquer internauta é bem-vindo a comentar. Comentários que não tenham nada a ver com o assunto em pauta, insultos gratuitos, etc... serão removidos. Obrigado por comentar!