sábado, 29 de maio de 2010

Veludo carmesim, seda lilás

Quero-te
Supra-beleza
Ou tingida de luxúria
Floresta virgem
E tangida de mácula

Vem
Que nunca ninguém
Chegou ao fim do amor
Nem o pecado
É maior que o sofrimento

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentar neste blogue

Qualquer internauta é bem-vindo a comentar. Comentários que não tenham nada a ver com o assunto em pauta, insultos gratuitos, etc... serão removidos. Obrigado por comentar!