quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Destroço

Mesmo entre escombros
Há um tecto de sonhos
Mesmo sem abrigo
Há, estranho, um amigo

Ofereço-te uma estrela
Para iluminar esse sorriso
Fecha-a na tua mão
E pensa no paraíso

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentar neste blogue

Qualquer internauta é bem-vindo a comentar. Comentários que não tenham nada a ver com o assunto em pauta, insultos gratuitos, etc... serão removidos. Obrigado por comentar!