quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Liberdade religiosa

Um dia os doutos legisladores, iluminados arautos da liberdade de (in)consciência religiosa, aperceber-se-ão de que não podem (ou não devem...) garantir numa Constituição algo tão vago como "liberdade religiosa e de culto" independentemente dos contornos do culto ou da infinidade de cultos que possam surgir.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentar neste blogue

Qualquer internauta é bem-vindo a comentar. Comentários que não tenham nada a ver com o assunto em pauta, insultos gratuitos, etc... serão removidos. Obrigado por comentar!