quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Perigo crescente

Até a oprimida espalhar a cor do seu cabelo na luz da Arábia
Da Pérsia, da Palestina, do Cáucaso, da África do Norte
E de toda a nesga de terra assombrada pelo demónio verde
Seja o ocidental, condoído, um forte

Até a aflita ter a livre consciência de uma pomba alva
E ouvir do vento que está salva
Não pode o cavalheiro as costas virar
E a donzela horrores passar

Enquanto o Islão não tiver mirrado
No deserto queimado
E não desaparecer a Sharia
Do martirizado por essa porcaria
Deve a Ocidental intolerância
Limitar a fanática ignorância

Enquanto a Mulher não vir o seu rosto
Reflectido nos lagos e nos céus
E não provar dos oásis
O néctar da dignidade
Cabe ao Homem recto
Não hesitar e repelir o abjecto

Extirpado o Mal
É os cegos recuperar
E com eles amigar


Ligação externa:

Distribuição geográfica do Islão.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentar neste blogue

Qualquer internauta é bem-vindo a comentar. Comentários que não tenham nada a ver com o assunto em pauta, insultos gratuitos, etc... serão removidos. Obrigado por comentar!