quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Petição do Moita Flores

Essa petição, como todos os argumentos pró-touradas, é tão incompatível com a realidade que se aparta a si mesma de qualquer razão.

Se bem percebi, no ver do Moita Flores e de outros aficionados como ele, a tourada representa o confronto do Homem com a sua própria mortalidade (na figura do touro).
É um papel e tanto para um touro, somente uma entre várias criaturas do vasto Reino Animal.
"Fera negra", apelidou-o Moita Flores.
A tourada é triste e sofrível, mas acho que é impossível ler essa petição sem rir às gargalhadas. Além destas tiradas, não há mais nada de substancial naquele texto.

Não sei se o Moita Flores escreve comédia. Também não sei se por ser presidente da Câmara Municipal de Santarém está a querer agradar ao eleitorado daquela zona onde, porventura, haverá mais tolerância a touradas.

Eu também saio da realidade com muita facilidade, mas sei distinguir objectividade de subjectividade. Quanto mais exaltação cruel de coexistência serena.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentar neste blogue

Qualquer internauta é bem-vindo a comentar. Comentários que não tenham nada a ver com o assunto em pauta, insultos gratuitos, etc... serão removidos. Obrigado por comentar!