segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Em homenagem ao Animal

Aproveito este Dia Mundial do Animal para dar a conhecer uma história comovente que nem todos conhecerão. É uma história de dedicação Animal ao seu dono mesmo depois da morte deste.

A história começa no Japão em 1924, e é a história de um professor universitário - de seu nome Hidesaburō Ueno - que leccionava em Tóquio quando um dia encontrou nas ruas um cão ainda pequeno da raça Akita Inu ao qual foi dado o nome de Hachikō.

O professor - que morava nos subúrbios de Tóquio - todos os dias apanhava um comboio para a universidade onde trabalhava. Hachikō ia com o dono à estação e ficava à espera do seu regresso.
O cão andava pelas ruas, mas todos os dias à hora da chegada do comboio lá estava ele na estação à espera do dono.

Um dia, em Maio de 1925, o professor sofreu um acidente vascular cerebral no local de trabalho e morreu. Nesse dia, como sempre, estava Hachikō na estação à espera do seu dono, mas não o reencontrou.

Apesar de o seu dono nunca mais ter aparecido nos dias subsequentes, Hachikō, ia à estação todos os dias à hora a que o comboio chegava na esperança de o reencontrar.
Hachikō fez isto durante mais nove anos até ele próprio morrer em Março de 1935, com 11 anos, numa rua perto da estação onde todos os dias esperara o regresso do seu dono.

Embora não haja muitas histórias de lealdade Animal com estes contornos esta não é a única.

Neste link há mais pormenores sobre esta história.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentar neste blogue

Qualquer internauta é bem-vindo a comentar. Comentários que não tenham nada a ver com o assunto em pauta, insultos gratuitos, etc... serão removidos. Obrigado por comentar!