quinta-feira, 10 de março de 2011

Sorri-me um lago

Tens uma tristeza que não é tristeza
É o teu dote de beleza
Tens um olhar terno
Que vê além do eterno

Ando perdido por algo duradouro
E vejo a tua ária serena
Os teus olhos brilham d'ouro
E a tua face de candura plena

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentar neste blogue

Qualquer internauta é bem-vindo a comentar. Comentários que não tenham nada a ver com o assunto em pauta, insultos gratuitos, etc... serão removidos. Obrigado por comentar!