quarta-feira, 22 de junho de 2011

Pois é, Pawlenty...

...já lá chegaste?

A eleição de Barack Obama como presidente dos EUA tornou os Estados Unidos num país como todos os outros.

Num qualquer país europeu a eleição de um negro não passaria apenas de uma curiosidade, especialmente devido à menor proporção de negros para brancos na Europa.

Mas nos Estados Unidos, tendo em conta o seu passado segregacionista, a eleição de Obama foi algo de muito significativo.

Com a projecção mundial de que os EUA beneficiaram durante mais de 50 anos, tornaram-se num país exclusivista, arrogante e altivo.

A ferocidade dos brancos para com os negros relegou (principalmente) a comunidade negra para um plano alternativo desse país.

O evento eleitoral de Barack Obama tornou os Estados Unidos num país para toda a gente.

De qualquer maneira é verdade que não se pode comparar os EUA com Portugal. Há pelo menos 600 anos de diferença entre a fundação de Portugal e a fundação dos Estados Unidos.

Quanto ao adjectivo que usam (embora não tenha a mesma acepção em todo o mundo) - "Republicanos" - envergonham profundamente qualquer republicano que conheça o significado geral de "República". No melhor dos cenários o Partido Republicano americano é uma agremiação de políticos amadores.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentar neste blogue

Qualquer internauta é bem-vindo a comentar. Comentários que não tenham nada a ver com o assunto em pauta, insultos gratuitos, etc... serão removidos. Obrigado por comentar!