quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Velar

Não posso ficar muito tempo a pensar no sofrimento do mundo. Em pessoas doentes - jovens e idosas - no hospital ou em casa.
Nos animais tratados abaixo de objecto e nas cobaias das mais variadas experiências. Aqueles olhos tristes e doloridos atrás das grades. Com o corpo injectado e infectado com doenças. É um inferno inimaginável.

Quando penso nisso só quero adormecer e desaparecer.

Pode pensar-se que quando uma pessoa é velha está preparada para morrer. Mas provavelmente a pessoa idosa (se não estiver senil) pensará é em quando era nova e no que irrecuperavelmente perdeu.

Eu tenho 31 anos e por vezes lembro-me de quando tinha 16, 17, 18 anos... Podia ter sido melhor, mas também podia ter sido pior.

Vou recordar algumas canções desses tempos nos próximos dois posts.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentar neste blogue

Qualquer internauta é bem-vindo a comentar. Comentários que não tenham nada a ver com o assunto em pauta, insultos gratuitos, etc... serão removidos. Obrigado por comentar!