sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Sorumbático

Tenho sido o cangalheiro
Tenho sido o coveiro
Tenho sido o eremita do desperdício
Tenho sido o arauto do sacrifício

Tenho sido a sombra de um corvo
Tenho para mim sido um estorvo
Tenho este dilema
E devo este poema

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentar neste blogue

Qualquer internauta é bem-vindo a comentar. Comentários que não tenham nada a ver com o assunto em pauta, insultos gratuitos, etc... serão removidos. Obrigado por comentar!