quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Não digam à Comissão Europeia que há tourada em Portugal...

Ainda as pobres galinhas são criadas por razões de alimentação. Já a tourada é por mero capricho tosco.

Feriados

Se tivesse que escolher entre manter o 1º de Dezembro ou o 25 de Abril mantinha o 1º de Dezembro.

Só por uma razão. O 25 de Abril foi o desfecho de uma resistência interna, entre portugueses. Já o 1º de Dezembro foi o resultado de uma luta de restauração da identidade portuguesa em relação a um povo estrangeiro. Esse é o factor determinante de todo o país distinto.

1 de Dezembro é também o Dia da Bandeira Nacional. Pouca gente sabe disso. E, pelos vistos, daqui para a frente menos ainda se lembrarão.

5 de Outubro é o dia simbólico do fim da monarquia em Portugal, regime esse incompatível com o mais básico dos direitos humanos. Se alguém acha isso pouco importante, que se há-de fazer...?

Artigo do Público.

Espantalho que não assusta

As minhas mãos são secas
Cheias de expectativas pretas
A minha alma quer vomitar
A minha vida quer acabar
O meu oásis é um deserto
E os abutres pairam perto
Vêm alimentar-se da minha alma
Dos restos da minha calma

Galeria

Três apelativas obras de arte exaltando o sexo feminino (à parte das acepções mitológicas dos temas).

Lilith (info).

Lady Godiva (info).

Graças (info).

Ballad of a Thin Man

Ao vivo.

Notas lúgubres

Rob Zombie - Living Dead Girl

Mão Morta - Cão da Morte

Cradle of Filth - Bathory Aria

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Gravidez retroactiva

Isto tem a ver com a inconformidade em relação à morte. Eu, pessoalmente, acho mais saudável e respeitável para a memória do defunto fechar um ciclo da vida e iniciar outro.

domingo, 22 de janeiro de 2012

Clássica

Ludwig van Beethoven - Für Elise

Frédéric Chopin - Nocturne

Boneco que chia

Acho que ouço nos vídeos um boneco que chia.

Porque é que levaram um para a manifestação?

Hank Williams

Long Gone Lonesome Blues

I'll Never Get Out of This World Alive

Bob Dylan

Like a Rolling Stone

Perdido e achado

Conhecida amada
estranha desejada
quero-te assim
fêmea

Baixa e catita
alta, infinita
ruiva flamejante
ou morena deslumbrante

Negros cabelos
loiros
novelos
dourados tesoiros

Pedras castanhas
de alegrias tamanhas
e azuis
as que possuis

Ponto da situação

Mais podia ter vivido
Não fosse eu inibido
Ter sido rima perfeita
Uma frondosa colheita

Até agora sozinho
Esta ave não tem ninho
Do sistema sempre fora
Morosa sempre na hora

domingo, 8 de janeiro de 2012

Proselitismo religioso

Gostava de saber porque é que, de tantos canais internacionais que constam nas grelhas de televisão por cabo, só os canais brasileiros estragam tempo a transmitir proselitismo. Isso, a par da criminalidade e da pobreza, é o que mais má fama dá ao Brasil.

E, como se não bastasse na televisão, ainda há proselitismo na rádio. É dose!

When Johnny Comes Marching Home

Grande canção patriótica! (info)

A China não tem muito para oferecer

A China até poderá, algum dia, tornar-se a maior economia do mundo graças à sua ética (ou falta dela...) laboral.

Mas, culturalmente, o que é que a China tem para oferecer? Alguém vê filmes chineses? Alguém ouve música chinesa?

Talvez a Cultura não seja aquilo que move o mundo, mas também não é um factor menor.

A consolidação de uma hegemonia é a penetração cultural. Mal estaremos se alguma vez a China for o país mais influente do mundo...

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

É só perigo...!

Toda a gente tem medo da Maçonaria, mas a mim parece-me que são tão, ou mais, inofensivos quanto os Escuteiros, AHAHHA.

Ruptura

Muitas, muitas vezes sinto vontade de romper peremptoriamente com tudo.

It's All Over Now, Baby Blue

You Know You're Right

Sardas

Eeheh, parecem leopardos. Mas são giras! Mais duas fotos: I, II.

A missão dos signos na Terra

Esta é a melhor descrição do meu signo (Peixes) que alguma vez li. Também consta na página a descrição de todos os outros signos.

Alienação

A Hard Rain's a-Gonna Fall

Effigy

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

A cor verde, de acordo comigo

Cada cor, dependendo do contexto cultural e das aplicações dadas, tem os mais variados simbolismos. Penso que a razão pela qual cada pessoa gosta de determinado tom cromático seja incognoscível.

A minha cor favorita é o verde, à qual atribuo os significados mais positivos. Vejo nessa cor uma grande profundidade, uma grande abrangência. É uma cor que parece estar viva.

Vou então, com gosto e por nenhuma ordem em particular, listar as atribuições que lhe designo. Se posteriormente me ocorrer algo mais que preze poderei adicionar à lista;

* Introspecção

* Honestidade

* Sinceridade

* Preferência por conceitos simples e pelas condições naturais

* Perseverança na esperança e na razoabilidade

* Esforço pela equidade

* Serenidade

neste site (que considero compreensível e interessante) vários tópicos sobre a Cor, incluindo uma lista com as cores mais frequentes e os seus significados mais comuns.

Comentar neste blogue

Qualquer internauta é bem-vindo a comentar. Comentários que não tenham nada a ver com o assunto em pauta, insultos gratuitos, etc... serão removidos. Obrigado por comentar!