domingo, 8 de janeiro de 2012

A China não tem muito para oferecer

A China até poderá, algum dia, tornar-se a maior economia do mundo graças à sua ética (ou falta dela...) laboral.

Mas, culturalmente, o que é que a China tem para oferecer? Alguém vê filmes chineses? Alguém ouve música chinesa?

Talvez a Cultura não seja aquilo que move o mundo, mas também não é um factor menor.

A consolidação de uma hegemonia é a penetração cultural. Mal estaremos se alguma vez a China for o país mais influente do mundo...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentar neste blogue

Qualquer internauta é bem-vindo a comentar. Comentários que não tenham nada a ver com o assunto em pauta, insultos gratuitos, etc... serão removidos. Obrigado por comentar!