quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Dita

Não esperes por mim acordada
Posso chegar de madrugada
Cansado da caminhada
Ou não a dar por terminada

Acerca do meu futuro
Só sei que é escuro
Cada passo não é seguro
Há coisas que não sei se curo

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentar neste blogue

Qualquer internauta é bem-vindo a comentar. Comentários que não tenham nada a ver com o assunto em pauta, insultos gratuitos, etc... serão removidos. Obrigado por comentar!