terça-feira, 8 de outubro de 2013

Escolha

Eu advogo o direito de morrer, sem ter necessariamente a ver com algum impasse físico. O acesso a uma morte indolor e instantânea, logo, digna. Penso que teria um impacto positivo na própria vida. Estimularia a mente e o coração para os valores da existência.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentar neste blogue

Qualquer internauta é bem-vindo a comentar. Comentários que não tenham nada a ver com o assunto em pauta, insultos gratuitos, etc... serão removidos. Obrigado por comentar!